Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de julho de 2012

Dia 21/07 - E a Alfândega como foi????

Nosso vôo fazia escala no Panamá e depois vinha direto para Brasília.
Apesar de morarmos em Bsb, nunca havíamos feito a alfândega aqui.
Já chegamos uma vez por Manaus (que é um caos) e por São Paulo (que é um paraíso).
Tínhamos ouvido uns relatos meio estressantes da chegada por aqui. Eu confesso que não estava muito preocupada porque dessa vez não me espalhei muitos nas compras. Além do dólar alto a gente vai ficando naturalmente mais seletiva depois de ir várias vezes para os EUA. Não se traz mais tanta tranqueira...

Em Sampa todas as vezes que passamos só tinha um "gentil ser humano" fazendo aquele sinal de "pode passar e se manda". Nada de perguntas. Nada de malas em raio-x. Stress zero.

Na chegada por Brasília rola uma certa emoção!
O tiozinho fica todo enfatiotado na porta do raio-x.
De um lado NADA A DECLARAR e do outro BENS A DECLARAR.
Aí forma-se aquela fila colossal e a cada pessoa que vai passando ele manda um interrogatório básico do tipo:

- está trazendo mais de $500 dólares em compras de qualquer natureza, inclusive roupas e perfumes?
- está trazendo eletrônicos?
- está trazendo I-pad?
-está trazendo algum gênero alimentício?

Claro que a maioria das pessoas diz que não.
Bom aí ele usa de alguma "força superior" ou "intuição suprema" (como o número de malas, por exemplo) e traça o destino dos recém-chegados das terras do Tio Sam.
São três opções:

- Passa batido e feliz (essa é o sonho de todos nós)
- Passa pelo Raio-x (porque mesmo dizendo que não está trazendo nada o "tiozinho" desconfia)
- De acordo com o que você responde ele te manda pro BENS A DECLARAR.

Quem vai pra terceira hipótese com certeza é quem responde afirmativamente a algumas das perguntas. Eu presenciei uma garota de uns 16 anos, "tadinha", chegando de um intercâmbio que quando ele perguntou sobre roupas disse que estava trazendo um pouquinho mais de $500 dólares. Aí o oficial da alfândega não tem outra opção. Se a própria pessoa reconhece que está passando da cota ele manda pro BENS A DECLARAR. A mocinha estava com uma cara aterrozida lá dentro.

Como eu sei disso? Porque eu também fui mandada para o BENS A DECLARAR, apesar de estar com poucas malas e ter respondido negativamente as três primeiras perguntas.
Quando o oficial perguntou: "Está trazendo algum gênero alimentício?". Eu a "super sincera" respondi:
"-Sim umas cerejinhas que a gente veio comendo no avião".
Meu marido me trucidou com o olhar! Pense num homi brabo!
- "Pode passar por aqui então".
E lá fomos nós pro BENS A DECLARAR.
Lá dentro tem outros oficiais que abrem as malas com vontade e vasculham tudo.
QUE MEDA!!!!!! QUE PAÚRA!!!!!

Então veio um rapaz muito educado e falou:
"- Vcs vão pra os EUA e são parados na alfândega por causa de cerejas? Isso não é muito comum"
Pediu as cerejas, jogou um produto "verde Hulk" nelas e explicou que por questões sanitárias os gêneros alimentícios não podem entrar no país, pois podem conter algum tipo de micro-organismo desconhecido e blá blá blá.
Tudo é incinerado segundo ele (que na realidade é da Vigilância Sanitária e não da Alfândega)
Que dó das minhas cerejinhas. Tão gostosas...
E foi isso.
Não abriram mala, não perguntaram mais nada.
Assinei um documento e fomos despachados.
Ufa!

Passamos mesmo só um susto, mas não passamos pelo raio-x.
E eu já estava até pensando "benditas cerejas!"




4 comentários:

  1. Vanessa,
    A-DO-REI a sua viagem. Que delícia viajar com toda a família!!!
    Fiz SF-LV-LA ano passado, mas só um trecho de carro. Depois de ler o seu blog, confirmei a minha vontade de voltar prá California, mas dessa vez vou rodar de carro.
    Parabéns pelas fotos.

    Abraços,
    Dani Fazza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani,

      Não deixe mesmo de voltar e fazer os parques nacionais. São simplesmente deslumbrantes!
      Bjs,
      Vanessa

      Excluir
  2. Olá Vanessa, eu sou o Rodrigo, marido da Juliana Carnevalli (ela deve estar te alugando por email nos últimos dias).

    Só estava aguardando você terminar sua viagem para lhe mandar os parabéns, pela viagem, pela linda família e pelo blog que foi empolgante para nós que logo logo estaremos fazendo praticamente o mesmo roteiro que vocês. Viajamos nos ultimos dias junto com vocês... Me identificava na empolgação do Sergio e seus brinquedos de adulto... Já estava ancioso, depois de "acompanhar" vocês a anciedade está a 1.000!!!

    Obrigado pelo blog e obrigado por dividir todo esse conhecimento com a gente.

    Um abraço

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  3. Poxa que legal Rodrigo!
    Fico lisongeada com seus elogios.
    Se eu puder ajudar vocês no planejamento é um prazer. Tenho de fato conversado com a Juliana e dado algumas dicas.
    Vcs vão adorar essa viagem. São tantas paisagens deslumbrantes, tantos lugares bonitos pra ver.
    Eu acho que viajar é uma das melhores coisas dessa vida e planejar é a chave do sucesso.
    Vou continuar viajando aqui no blog e, se possível, dividindo minhas experiências na Califa!
    Abçs,
    Vanessa

    ResponderExcluir